Black and White (Fonte: Pexels.com)

Todos os seres nascem de um grande esplendor, que se manifesta pela natureza, do qual sou uma pequena parte, e do qual sou servo.

A natureza move ações pela sua própria lógica e que transcende a compreensão humana. A pequena parte não pode alcançar o todo.

Há, dentro de cada um de nós, uma energia oculta, uma pequena faísca da alma de Deus. Um glorioso brilho que nos leva para o universo da espiritualidade. Seu nome é Tao.

O Tao não é acessível pelo pensamento, mas pela intuição. Não se pode compreender a natureza a partir do pensamento. Ao nomear…


Black and White (Source: Pexels.com)

All beings are born of a great splendor, which is manifested by nature, of which I am a small part, and of which I am a servant.

Nature moves actions by its own logic and that transcends human understanding. The small part cannot reach the whole.

There is a hidden energy within each of us, a little spark of God’s soul. A glorious glow that takes us to the universe of spirituality. His name is Tao.

Tao is not accessible by thought, but by intuition. You cannot understand nature from thought. When naming a flower, I use knowledge, which is…


How Bruce Lee used Jiddu Krishnamurti’s philosophy to recover his energies and develop self-knowledge in the martial arts.

Bruce Lee.

In 1969, Bruce Lee injured his spine after doing a warm-up exercise the wrong way. Doctors recommended absolute rest for almost a year and said he could no longer practice martial arts again. Bruce followed the medical recommendations, but being a very active person, he spent his recovery time studying books on martial arts, psychology and philosophy lying on his bed or sitting on a chair in his library.

It was during this period of rest that Bruce Lee learned a series of doctrines that changed his life. The works of Buddha, Alan Watts, Lao Tzu and Jiddu Krishnamurti became…


Como Bruce Lee usou da filosofia de Jiddu Krishnamurti para recuperar as energias e desenvolver o autoconhecimento nas artes marciais.

Bruce Lee (Fonte: brucelee.com)

No ano de 1969, Bruce Lee lesionou sua coluna depois de fazer um exercício de aquecimento de forma errada. Os médicos recomendaram repouso absoluto por quase um ano e disseram que ele não poderia praticar artes marciais novamente. Bruce cumpriu as recomendações médicas, mas como era uma pessoa muito ativa, aproveitou o tempo de recuperação estudando livros sobre artes marciais, psicologia e filosofia deitado em sua cama ou sentado numa cadeira de sua biblioteca.

Foi nesse período de repouso em casa que Bruce Lee aprendeu uma série de ensinamentos que mudaram sua vida. As obras de Buda, Alan Watts, Lao…


Eastern Philosophy teaches us that direct confrontation is not always the best solution to deal with insult and provocation.

Bruce Lee and Peter Archer (Source: brucelee.com)

In August 1973, just three weeks after Bruce Lee’s death, Enter The Dragon was released in theaters. Considered by critics as one of the best martial arts films and used today as a reference for the production of other works of the genre, Enter the Dragon ended up surprising many people by presenting very well-choreographed and accurate fight scenes.

However, one of the most surprising scenes in this film does not involve any fighting. At least not in the way fights are usually presented. …


A Filosofia Oriental nos ensina que nem sempre o confronto direto é a melhor solução para lidar com o insulto e a provocação.

Bruce Lee e Peter Archer em Enter The Dragon (1973)

Em agosto de 1973, apenas três semanas após a morte de Bruce Lee, o filme Enter The Dragon foi lançado nos cinemas. Considerado pela crítica como um dos melhores filmes de artes marciais da história do cinema e usado até hoje como referência para a produção de outras obras do gênero, Enter the Dragon acabou surpreendendo muitas pessoas por apresentar cenas de luta muito bem coreografadas e precisas.

Porém, uma das cenas mais surpreendentes desse filme não envolve nenhuma luta. Pelo menos não como costumamos entender. Longe disso. …


A short list of valuable Stephen King writing tips I took from his book, “On Writing: A Memoir of the Craft”, for young writers who want to improve on this art.

Stephen King/ Ranker.com

I recently finished reading a book titled “On Writing: A Memoir of the Craft” by Stephen King. In this work, the author tells how some incidents of his life have made him the writer we know today, and how young writers can improve on this art byy explaining valuable writing tips.

Stephen King is one of the most successful writers in the world. His books have sold over 400…


Pequena lista de dicas valiosas de escrita de Stephen King que tirei de seu livro, “Sobre a Escrita: A Arte em Memórias”, para os jovens escritores que desejam melhorar nessa arte.

Stephen King/ Ranker.com

Recentemente terminei a leitura de um livro intitulado “Sobre a Escrita: A Arte Em Memórias”, de Stephen King. Nesta obra o autor fala como alguns incidentes de sua vida o transformaram no escritor que conhecemos hoje, e como os jovens escritores podem se aperfeiçoar nesta arte, a partir da explicação de valiosas dicas de escrita.

Stephen King é um dos escritores mais bem sucedidos do mundo. Seus livros já venderam mais de 400 milhões de cópias. Publicou 59 romances, muitos deles adaptados para o cinema, séries e até quadrinhos. Dentre seus livros mais bem sucedidos estão It — A Coisa…


Source: Pexels.

How the pressure for ever better performances produces new forms of psychological violence and affects you without you realizing.

For some time now I have come across a series of people who have unconsciously acquired the habit of demanding more and more from themselves, getting to the point of setting goals that are increasingly difficult to achieve in their daily activities, many of them even improbable. Going beyond the professional and reaching physical activity, hobbies and even relationships, demanding too much from yourself is based on a habit that is increasingly present and established in people’s daily lives.

However, this pressure for constant overachieving has a direct relation to the increase of psychological diseases, such as depression, Burnout syndrome…


Fonte: Pexels.com

Como a pressão por desempenhos cada vez melhores produzem novas formas de violência psíquica e te afetam sem que você saiba.

Há algum tempo tenho me deparado com uma série de pessoas que, inconscientemente, adquiriram o hábito de se cobrarem cada vez mais em suas vidas, passando a definir metas cada vez mais difíceis de serem alcançadas em suas atividades diárias, muitas delas até improváveis. Indo além da área profissional e atingindo os exercícios físicos, hobbies e até os relacionamentos, a autocobrança excessiva se baseia num hábito que está cada vez mais presente e naturalizado no dia-a-dia das pessoas.

Entretanto, essa pressão pela superação constante tem uma relação direta com a multiplicação de doenças de ordem psíquica, como depressões, Síndromes de…

Nicolas Rufino dos Santos

Florianópolis, SC, Brasil. Contact: nicolasrufino4@gmail.com

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store